Conscientização sobre Antibióticos

Mensagem do Representante da OMS,  MPH. Rodrigo Monrroy por ocasião da Semana Mundial de Conscientização sobre Antibióticos

O adjectivo e substantivo antibiótico tem o prefixo “anti” que refere a noção de oposição e “biótico” relativo à vida, ou seja, oposição a vida, mas não é qualquer vida: são corpos de origens diversas os quais destroem a actividade de certos micróbios.

A descoberta dos antibióticos tem sido um grande avanço para a humanidade em geral e para a ciência em especial. Acontece que o mal-uso de alguns antibióticos estaria gerando “resistência antimicrobiana” o que é o mesmo que dizer que alguns micróbios continuam a viver ainda se alguns antibióticos são aplicados, e se tornam resistentes aos ingredientes ativos deste medicamento. De acordo como dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cada ano temos 700.000 mortes no mundo associadas a resistência antimicrobiana.

O que a população deve saber? Você pode ajudar a reduzir a resistência aos antibióticos. Algumas medidas simples são:

  • Manter a higiene das mãos para evitar infecções, dispensando a necessidade de usar antibióticos;
  • Preparar alimentos higienicamente, evitando o consumo de alimentos que contêm bactérias já que as infecções diarreicas, que são mais comumente associadas ao consumo de alimentos contaminados, tornam milhões de pessoas doentes a cada ano;
  • Praticar sexo seguro, evitando assim diferentes infecções sexualmente transmissíveis;
  • Limitar o contacto com outras pessoas quando estiver doente e sempre que não for preciso ou se essas pessoas não tiverem equipamentos de proteção individual;
  • Usar antibióticos só quando forem prescritos por um médico; tomar antibióticos quando não são necessários acelera o surgimento de resistência a antibióticos, uma das maiores ameaças à saúde global.
  • Saber como tomar os antibióticos adequadamente, e se tiver dúvidas consultar um profissional. Muitas pessoas deixam o tratamento ao sentirem-se melhores, e em alguns casos até compartilham com outras pessoas que não consultaram um médico.

Por sua parte, os profissionais de saúde, devem sempre praticar boas medidas de prevenção e controle de infecções, e receitar antibióticos somente quando for realmente necessário. A limpeza dos hospitais é fundamental, sendo por isso importante a adequada formação do pessoal de apoio.

Em síntese, trata-se de reduzir a incidência de infecção através de medidas eficazes de prevenção, saneamento e higiene, higiene esta que deve também aplicar-se ao tratamento.  Trata-se do uso racional de medicamentos. Lembremos que quando as bactérias se tornam resistentes a antibióticos, infecções comuns não podem ser tratadas.

A Organização Mundial da Saúde, nesta Semana Mundial de Conscientização sobre Antibióticos que terá lugar até o dia 18 de Novembro, publica o Informe sobre la Vigilância de Antibióticos que poderá ser consultado no seguinte endereço eletrónico: https://we.tl/t-3uQzGVJOtU

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *