A OMS doa 50 concentradores de oxigénio

A Organização Mundial da Saúde, OMS, acaba de doar a São-Tomé e Príncipe de um lote de 50 concentradores de oxigénio para combater a pandemia do Covid-19, avaliado em 34 mil dólares – anunciou hoje o representante da organização, Antonin Mankele.

O acto de entrega aconteceu na manhã desta quinta feira (09/07/2020) num armazém situado na capital de São-Tomé, onde ministro da Saúde, Edgar Neves recebeu oficialmente os equipamentos das mãos do representante da OMS, Antonin Ray Mankele.

 Na sua intervenção o representante da OMS disse “esta ajuda não está somente virada para o combate a pandemia do Covid-19, mas também para o reforço do sistema de saúde são-tomense”.

Tendo garantido a continuidade de ajuda à São Tomé e Príncipe, sobretudo, através de apoio de equipamento no âmbito de combate a pandemia, o representante da OMS aproveitou para felicitar as autoridades pela forma como tem controlado a doença tendo citado como exemplo inexistência de casos de óbitos há pouco menos de duas semanas.

Além de ter expressado agradecimentos em nome do governo e do povo são-tomense, o ministro, Edgar Neves sublinhou que “este equipamento é extremamente importante no tratamento de todas as situações do fórum respiratório quer seja por Covid-19 ou por qualquer outra doença”.

Tendo garantido um melhor aproveitamento possível dos equipamentos na melhoria de resposta a doença, Edgar Neves disse que a situação “ é difícil, mas sentimos força para vencê-la ainda mais com a vossa ajuda”.