Programa Promoção da Saúde (CNES)

As atividades de comunicação em saúde foram até recentemente implementadas pelo CNES. Os programas com mais recursos, como o HIV, Malaria e TB foram ativos em termos de campanhas de sensibilização tanto a nível nacional como local. As mensagens de comunicação, de mudança de comportamento foram divulgadas através dos vários meios de comunicação existentes.
A coordenação das intervenções de promoção da saúde e de mudança de comportamento em todo o sector da saúde também deve ser reforçada e os esforços de comunicação devem abordar  estrategicamente todas as principais doenças que afetam a população são-tomense, em vez de centrarem-se em alguns programas que recebem financiamento específico.

  • Objetivo Principal
    O CNES tem como o objetivo principal, definir linhas estratégicas, coordenar, monitorizar e avaliar as ações de Informação, Educação e Comunicação em matéria de promoção de saúde.
    Objetivo específico
    Reforçar a capacidade institucional para melhorar a qualidade das intervenções dos serviços;
    Contribuir para o envolvimento de uma maior consciência quanto a responsabilidade da população em ações de promoção e proteção da saúde.
    Mobilização Social e sensibilização.
    Estratégias
    1. Adotar uma abordagem mais estratégica para a promoção da saúde.
    A primeira intervenção-chave será elaborar ou rever o Plano Estratégico Nacional de Promoção da Saúde. Isto assegurará a harmonização das intervenções de promoção da saúde e fornecerá os princípios orientadores para as práticas de promoção da saúde;

Intervenções baseadas em evidências e avaliação de impacto, no sentido de avaliar a eficácia e a adequação das ferramentas e meios utilizados;
Testes e pré-testes como uma componente chave de todas as intervenções de promoção da saúde e acompanhamento de todas as intervenções de promoção da saúde;
Abordagens de comunicação adaptadas às necessidades do público, inovadoras (teatro comunitário e escolar, utilização de spots informativos nos meios de comunicação social);
Sensibilização e envolvimento dos Agentes de Saúde Comunitário como parceiros estratégicos nas ações de sensibilização para facilitar o diálogo com a comunidade sobre comportamentos e práticas essenciais de busca de saúde;
Documentação e partilha das práticas e lições aprendidas;
Incorporação de género e equidade em todas as intervenções de promoção da saúde.

Desenvolvimento de capacidades promotoras de saúde
Desenvolver a capacidade do pessoal do CNES ao nível nacional na promoção
estratégica da saúde;
Desenvolver a capacidade dos ASC e dos líderes locais na periferia na promoção da saúde.

Coordenação eficiente dos programas e intervenções de promoção da saúde.
Fortalecimento da Promoção Nacional da Saúde nos Distrito e nas comunidades;
Caberá ao CNES apresentar a sua estratégica e plano de trabalho a curto, médio e longo prazo e submeter as entidades competentes;
Estabelecer uma rede de promotores e profissionais de promoção da saúde;
Desenvolver e implementar uma estratégia de angariação de fundos para apoiar a promoção da saúde Junto ao Ministério da Saúde e os parceiros bilaterais e multilaterais nas suas políticas preventivas;
Apoiar a CNES na capacitação dos técnicos, dotar de meios financeiros, tecnológicos e de infraestruturas adequada para os exercícios das suas funções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *